OS ENTENDIDOS QUE NÃO ENTEDEM

A enologia é uma fraude?

Por Helio Schwartsman

Li no imperdível Marcos Nogueira a história dos “wall-streeters” que pediram um Château Mouton-Rotschild de R$ 11,2 mil num restaurante de Nova York, foram servidos com um vinho ordinário de R$ 100 e nem perceberam.

É que os garçons se atrapalharam com os decantadores. O casal da mesa próxima que pedira vinho da casa e acabou agraciado com a garrafa de colecionador também não percebeu. Escândalo?

O problema, como sempre, são os nossos cérebros. Quando eles não têm informações suficientes para emitir um juízo, catam qualquer pista que esteja à mão, seja ela relevante ou não, e proferem seu parecer como uma conclusão irrefutável.

Continue Lendo

O VINHO NO MUNDO: ITÁLIA, O QUE MAIS PRODUZ; ESPANHA O QUE MAIS VENDE E EUA, ONDE MAIS BEBEM.

Postado por Valentin Ferreira

Relatório mundial descreve diferenças notáveis entre países produtores, exportadores e consumidores da bebida

Quatro países produzem a metade do vinho do mundo e cinco países bebem a maior parte. Itália, França, Espanha e Estados Unidos lideraram em 2017 a produção mundial. Na lista dos principais consumidores, além da Itália, França e EUA estão a Alemanha e a China. O Brasil fica em décimo sétimo lugar. Os dados procedem da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), que apresentou um informe nesta segunda-feira em Paris. Os dados do ano passado são estimativas que dependem de confirmação.

No mundo foram produzidos 250 milhões de hectolitros de vinho em 2017, ou seja, 8,4% a menos que no ano anterior. A OIV atribui a cifra às condições meteorológicas desfavoráveis que afetaram a produção, especialmente na Europa. A Itália se coloca como o principal produtor de vinho do mundo. Proporcionalmente, a maior redução entre os principais produtores se deu na Espanha (19,8% a menos) e o maior aumento, na Argentina (25,5% a mais).

Fonte: El País / Leia matéria completa AQUI

 

Continue Lendo

A VEZ DOS VINHOS URUGUAIOS

Postado por Valentin Ferreira / da Carta Capital
Wanessa Soares

De Carmelo para o mundo.Camila, sommelière do La Frontiers, aposta no boom dos vinhos de pequenas parcelas

Esqueça o tannat. A bebida produzida no Uruguai esmera-se na variedade e no sabor

Tannat é uma uva do sudoeste da França recolhida a seletos redutos na difícil competição com as queridinhas do paladar, como a cabernet sauvignon, a cabernet franc e a merlot. Acabou adquirindo a primazia, numa saga quase épica, a milhares de quilômetros de seu terroir de origem. 

Continue Lendo

POR QUE VINHO MAIS CARO TEM GOSTO MELHOR, SEGUNDO A CIÊNCIA.

Postado por Valentin Ferreira / do Nexojornal

vinho                                                                        FOTO: MARIANA BAZO/REUTERS

Por Camilo Rocha -/ do Nexojornal

PARTICIPANTES DA PESQUISA TOMARAM O MESMO VINHO SEM SABER

Se um vinho é caro, ele deve ser bom. Parece opinião de supermercado, mas é ciência. Pesquisadores descobriram que o preço de uma determinada garrafa influencia em nossa percepção da qualidade da bebida.

Teste com ressonância magnética avaliou reações cerebrais ao mesmo vinho com preços diferentes.

Continue Lendo